Gerardo (O Pato Che)

Nem de aqui nem de lá, no México conhecido como “El Che” e na Argentina como “O Mexicano”. Seu apelido do Pato Che foi criado pelos meninos do San Miguel, uma noite de verão no meio da selva chiapaneca. O aceito com agrado já que esse animal descreve seu proceder (a cada passo uma cagada) e o homem (novo) lembra ele sua constante procura de congruência. Ele culpa a sua irmã do seu agonizante amor pela escritura e a sua mãe de infectá-lo com o bicho do jornalismo (que contagiou a metade da família)…

Ler…

  • Sigam-me os bons:
  • O meu site
  • Meu alter ego em redes:
  • Meu e-mail:

Emma (La Beba)

Piel color de la tierra y cejas de Frida. Comunicadora con alma de artista. Nació y creció en el norte mexicano, criada por Martín y por “La Tía”, a quienes debe el amor por las culturas indígenas. Heredó de su madre la adicción a la ruta, el temperamento aventurero, lo testaruda. Un poco periodista por cierto Pato, lo que más le gusta del oficio es contar historias de amor. Sus genes cineastas la han llevado a explorar el mundo audiovisual, dirección en la que le gustaría apuntar su carrera. Bailarina desde el vientre de la madre, poeta años más tarde…

Leer…

  • Sigam-me os bons:
  • O meu site 
  • Meu alter ego em redes:
  • Meu e-mail:

José (Mihi Suami)

Seu gosto por navegar a psiquis humana é equiparado a seu amor pelos viagens. Meditador pela natureza, seus silêncios falam mais que suas palavras. Dançarino de ocasião e caminhante estóico. Fanático da velha luta livre mexicana; seu ídolo: Blue Demon. Destila uma paciência que pode ser desesperante para os corredores da vida e um aliciante para os que procuram paz e reflexão. Ultimamente tem se interessado na psicologia das massas e sonha com fazer sua teses recorrendo o continente…
Ler…

  • Meu e-mail:

Roberto (O Barbão)

Psicólogo de profissão, barbão de convicção. Mudo sua vida no escritório por uma vida de viageiro comprometido. Tem prestado serviço no hospitais psiquiátricos do ocidente do México, coisa que gostaria de continuar fazendo pela América Latina. Tem interesse pelo rastafarianismo e por sobe todo pela musica que é sem duvidas sua mais grande paixão. Para se distrair tece fiozinhos em forma de macramê…
Ler…

  • Sigam-me os bons:
  • O meu site
  • Meu e-mail:

Chai Ruff

Cuando sus humanos arrancaron el viaje por las tres Américas, ella fue la primera en subirse a Adelita. Artista de la ternura, su poder de convicción funciona mejor de espaldas al piso. Desde aquella tarde de otoño en la que la rescataron de los fríos pórticos de San Cristóbal, el amor por sus compañeros se hizo incondicional. Perseguidora impulsiva de pelotas, cazadora experta de insectos y amante del queso. Pocos han tenido la oportunidad de escuchar sus ladridos…

Ler…

        • Sigam-me os bons:
        • Meu alter ego em redes:
        • Meu e-mail:

Tadeo (convidado de luxo)

Sua imaginação transborda mais do que os limites. Criativo desde a berço e humorista desde menino, gosta de traçar sorrisos com seu pincel de ocorrências. Sua sensibilidade e amor pelos animais são a flor no deserto de botas e vaqueiros. Estudante da carreira do mercadologia, mas sua inclinação pelas artes visuais tem levado ele a explorar o universo do sétimo arte. Desde que soube do Polo a Polo, sua alma de fotografo começou sonhar com os quadros magicas da estrada. Hoje, esse sono se torna realidade…

Ler…

                • Sigam-me os bons:
                • Meu alter ego em redes:
                • Meu e-mail: